CONSULTÓRIO: 31 3262-3538

O poder das ervas medicinais deve ser respeitado. Elas podem oferecer uma infinidade de benefícios, mas quando se está grávida é preciso ter cautela em sua ingestão. Gestantes podem sim tomar chás. No entanto, nem todos são recomendados. Algumas ervas podem causar intoxicação, diminuir a quantidade de leite e até provocar contrações uterinas.

EVITE:

  • Hibisco

O hibisco pode diminuir os níveis de progesterona, hormônio que está envolvido na preparação do endométrio para a implantação do embrião na parede do útero importante para manter a gestação. Isso influencia, especialmente, no caso de mulheres que já tenham alguma dificuldade para engravidar, como a endometriose. Além disso, a ingestão do chá de hibisco não é recomendada pelo efeito dessa erva de induzir a menstruação e causar mutações.

 

  • Boldo, arruda, carqueja, romã, cavalinha, arnica

Estudos já comprovaram os efeitos tóxicos, abortivos e emenagogo (que provoca menstruação) dessas ervas. Portanto, é importante evitá-las, especialmente, durante o primeiro trimestre de gestação. Outras também com propriedade abortiva são a erva-de-bicho, a buchinha do norte, a espirradeira, o melão-de-são-caetano, a erva-de-santa-maria, o pinhão-de-purga ou o pinhão-paraguaio.

 

  • Canela

O chá de canela, se tomado em excesso, tem efeito abortivo. É desaconselhado o seu uso enquanto chá ou suplemento, porque a concentração é muito alta. Você pode usá-lo apenas como tempero (com moderação), sem risco à saúde.

 

  • Chás com cafeína

Chá-mate, chá preto e chá-verde são estimulantes do sistema nervoso e aceleram o metabolismo.

 

  • Hortelã

Pode diminuir a quantidade de leite. Deve ser evitado durante a gravidez e amamentação.

 

BEBA, COM MODERAÇÃO!

Se a futura mamãe gosta de chás, uma boa pedida é consumir aqueles que acalmam e auxiliam na digestão:

  • Erva-doce
  • Erva-cidreira
  • Alfazema
  • Maracujá – Feito com a fruta
  • Camomila
  • Capim-limão

É desaconselhado o consumo excessivo até mesmo dos chás que não apresentem risco direto à gestação. É importante sempre conferir a origem da planta e a maneira adequada de prepará-la. Alguns chás podem interferir no efeito de alguns medicamentos. Consulte sempre seu médico e sua nutricionista antes de ingerir qualquer tipo de chá.