CONSULTÓRIO: 31 3262-3538

Instintivamente você já deve saber que a sua dieta durante a gestação tem impacto direto no processo de perda de peso pós-parto. Mas estudos diversos também confirmam essa suspeita. Segundo dados de um levantamento brasileiro, o maior consumo de gordura saturada e de alimentos processados tem relação significativa com a retenção de peso 15 dias depois do nascimento do bebê.

Na década de 80 e 90, pesquisadores suecos também já apontavam que a retenção de peso de um a seis meses após o parto era maior entre as mulheres que aumentaram o consumo energético e a frequência de lanches por dia durante a gravidez. Esse hábito alimentar é próprio da sociedade atual e usual nos primeiros meses de vida do bebê, quando não sobra muito tempo para a mãe cuidar de si.

A ingestão elevada de bebidas com adição de açúcar, como sucos de caixinha e refrigerantes, além de alimentos com alta densidade energética, como fast foods, propiciam o sobrepeso pós-parto. Em alguns casos por até três anos depois do nascimento do bebê, o que pode levar a quadros de obesidade.

Confira 3 dicas para cuidar da alimentação durante a gestação e perder os quilinhos extras depois do parto:

 

  • 1- Troca esperta

Bateu aquela vontade incontrolável de comer um prato de brigadeiro? Busque por alternativas saudáveis que vão saciar esse desejo de açúcar. Que tal fazer um sorvete de banana? Basta levá-la ao freezer e depois bater no liquidificador quando estiver congelada. Você pode acrescentar morango e cacau.

 

  • 2- Hidrate-se!

Tomar água (ao menos 2L por dia) ajuda na produção de leite e diminui o inchaço. Tudo isso porque estimula o funcionamento renal e acelera a eliminação dos líquidos retidos no corpo.

 

  • 3- Rotina de alimentação

É difícil, eu sei. Mas tente encontrar tempo livre para se alimentar bem entre um soninho e outro do bebê. Faça, ao menos, as três refeições principais do dia. Isso evita que você passe o dia fazendo lanchinhos rápidos e pouco nutritivos, além de diminuir a fome e ansiedade entre uma refeição e outra.

 

Uma alimentação balanceada é tão importante para saúde do bebê quanto para a sua recuperação física pós-parto. Para além do peso na balança e da preocupação com a própria feminilidade, ser vigilante ao que se come tem a ver com bem-estar, vitalidade e saúde.

 

Leia mais: