CONSULTÓRIO: 31 3262-3538

Não são só os nutrientes dos alimentos que você come durante a gravidez que vão para o seu bebê. Um estudo recente mostra que o sabor de alguns deles também passa para o líquido amniótico e leite materno. E, ainda na barriga, o feto já vai se familiarizando com alguns sabores que influenciarão, mais na frente, na aceitação da criança por certos tipos de comida.

Não são todos os alimentos que têm essa capacidade de transmissão de sabores. Conforme observaram os pesquisadores, o alho, a cenoura e o anis são exemplo de ingredientes que conseguem passar tanto os nutrientes como gosto para o líquido amniótico. Já para o leite materno a lista aumenta. Além do anis, alho e cenoura, o hortelã, cominho, eucalipto e outros vegetais também transmitem e aromatizam o leite materno.

O estudo, publicado no The American Journal of Clinical Nutricion, em 2019, mostra que há evidências que indicam que os bebês podem detectar sabores transmitidos pela dieta no leite materno, como alho, baunilha e cenoura, poucas horas após uma única ingestão da mãe. No período de 1 a 4 meses após o parto, a ingestão repetida de uma variedade de vegetais também é suficiente para transmitir o gostinho deles para o leite materno. Para chegar a estas conclusões, os pesquisadores revisaram dezenas de estudos sobre o tema que foram publicado entre de janeiro de 1980 a junho de 2017.

Como eu sempre falo, a nutrição é um processo longo e interligado, que passa de geração para geração. Um casal que quer engravidar precisa se preocupar em ter uma dieta equilibrada muito antes de engravidar, e ter consciência de que o que você come vai influenciar não só na sua saúde, mas, sobretudo, na qualidade da herança genética que vai ser transmitida aos seus descendentes.