CONSULTÓRIO: 31 3262-3538

“Os primeiros Mil Dias de vida são a janela de oportunidade para a construção de um futuro melhor para indivíduo e para os seus descendentes”

Caroline Fernandes

A notícia de uma gravidez traz uma mistura de sensações, que vão da felicidade à ansiedade, e muitas dúvidas sobre como garantir ao bebê um desenvolvimento pleno.

Os pesquisadores e cientistas estão cada vez seguros de que uma boa nutrição e o cuidado com a saúde nos primeiros 1000 dias têm papel protetor, que ajuda a garantir um futuro no qual saúde e as habilidades cognitivas, motoras e sociais do indivíduo tenham atingido seu máximo potencial.

Essa fase é chamada de “janela de oportunidade”, justamente porque pode mudar radicalmente o destino de uma criança, não apenas em termos biológicos (crescimento e desenvolvimento), mas também nos aspectos social e intelectual.

Diversos estudos na área da epigenética apontam para uma relação direta entre a alimentação materna e alterações em características do DNA do feto, tornando-o mais propenso a desenvolver alguma doença. Uma alimentação rica em açúcares e gorduras saturadas no período intrauterino aumenta o risco de doenças inflamatórias na criança que está sendo gerada. Entre  elas,  podemos citar as diversas alergias e intolerâncias, diabetes e hipertensão.
Estudos demonstram que, por maio do líquido amniótico, o bebê já começa a sentir o sabor dos alimentos e a desenvolver suas preferências e predisposições alimentares. Portanto, é hora de cuidar da formação do paladar!

Cerca de 20% dos nossos genes são influenciados por fatores hereditários, enquanto a maior parte deles, até 80%, é influenciada por fatores ambientais, incluindo a nutrição.

Fases

 

A alimentação adequada nos primeiros  mil dias é fator de proteção e prevenção de uma série de doenças e um grande influenciador na formação do paladar da criança.
A nutrição da  mãe no período da gestação, e dos pais, no período da pré-gestação, são fatores que podem interferir em até 80% do potencial de saúde de um indivíduo. É importante que toda mulher seja acompanhada por nutricionista em todas as fases a seguir:

Antes de engravidar

Estudos indicam que a nutrição adequada facilita a ocorrência da gravidez. Ela também é fundamental para a constituição de boa “célula matriz”, na hora da concepção. A preparação nutricional para uma gestação, portanto, deve ocorrer semanas ou até meses antes da concepção.

Durante o primeiro trimestre de gestação

A saúde do feto no primeiro trimestre de gestação vai depender da condição nutricional materna antes da gravidez, em relação às reservas energéticas e de vitaminas, minerais e oligoelementos. Nesta fase, é fundamental receber reforços em forma de suplementação, especialmente de ácido fólico, para proteger o feto das malformações.

Do quarto mês até o final da gestação

Do quarto mês em diante, é fundamental ficar atento às quantidades de iodo e ômega 3 (DHA), essenciais para o desenvolvimento humano,  principalmente  o cerebral, que ocorre justamente nessa fase dos mil primeiros dias. Deficiências de iodo podem causar comprometimento no desenvolvimento cognitivo/comportamental e menores níveis de inteligência.

Amamentação

O aleitamento materno é de extrema importância para o recém-nascido, sendo uma de suas primeiras experiências nutricionais. A amamentação previne problemas como a síndrome metabólica, dislipidemias, diabetes mellitus e hipertensão arterial sistêmica, além de efeito protetor contra doenças cardiovasculares.

Introdução de novos alimentos

A  introdução de novos alimentos é outra etapa importante para concluir, com sucesso, as metas pensadas para os primeiros mil dias. Ela deve complementar as qualidades do leite materno a partir dos seis meses de vida e é a partir dessa idade que recomendo o trabalho da nutricionista Alice Carvalhais, especialista em nutrição infantil. Ela é a profissional mais indicada para ajudar na adoção de um estilo de vida saudável depois da fase de amamentação e continuar com as  ações que serão determinantes da condição de saúde futura de um indivíduo e de até de seus descendentes. Para conhecer o trabalho dela, acesso o link www.alicecarvalhais.com.br